Seguidores

quarta-feira, 27 de abril de 2011

INESPERADA CANTIGA





INESPERADA CANTIGA

Danço o sonho ao tempo
No silêncio desta canção
Me curvo diante das reticências
Rodopio no escuro destes véus
Inesperada cantiga
Que do mar emerge

Danço o sonho ao vento
No silêncio desta estação
Me curvo diante das vírgulas
Rodopio entre as ondas prateadas
Inesperada cantiga
Que ecoa nos ares

Danço o sonho
No silêncio
Me curvo
Rodopio
Inesperada
Cantiga
Emerge
Ecoa


Letras inspiradas ao som do CD
LOVE IN THE TIME OF CHOLERA
Música: REALEJO

6 comentários:

  1. Namastê!
    Bom Dia!!!

    Bravoooo...vamos dançando a dança da vida!!!

    Beijinhos ILUMINADOS!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá Brumas Astrais .

    Muito boa esta banda e eu fiquei imaginando os cenários e as sensações por onde vocÊ passou e no começo tentando imaginar que cantiga seria aquela , se você estaria ouvindo a cantiga na sua mente e passando por todo estes universos dentro de sí , mais além a explicação da Love in the Time of Cholera , a banda , muito boa música eu estou agora ouvindo esta nova banda gostei bastante ...
    Parabéns pela poesia e obrigado.

    ResponderExcluir
  3. Tenha uma Linda Semana!!
    Muita Luz!!!

    ResponderExcluir
  4. Continue irradiando! Gostei da simplificação.


    Taís: Acho que você iria gostar deste vídeo,
    eu acho muito legal.

    http://www.youtube.com/watch?v=L_Cf-ZxDfZA&feature=related


    Shanti!

    ResponderExcluir
  5. Passando para deixar um grande Dia das Mães...
    Que o Domingo nasça em FLOR...
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Passando para agradecer sua doce visita e deixar uma ótima semana para si, menina!!!
    Grande abraço

    ResponderExcluir